Pesquisar este blog

Carregando...

PAVÊ DE MORANGO COM COCO



Olá amigos, bom dia!

Hoje temos uma sobremesa deliciosa que selecionei especialmente para vocês prepararem no final de semana. É uma sobremesa super fácil de fazer e você pode prepará-la combinando as frutas e os biscoitos de sua preferência, é bem versátil! Tenho certeza que vai fazer sucesso entre os seus amigos e familiares. Não deixe de experimentar!

Ingredientes:
  • 1 pacote de biscoito de chocolate
  • 1 caixa de morangos picados
Creme de coco
  • 1 vidro de leite de coco
  • 1 lata de leite condensado
  • 1 caixa de creme de leite
  • 1 xícara (chá) de leite
Modo de preparo:
  1. Creme de coco: Numa panela, coloque todos os ingredientes do creme, misture e leve ao fogo, mexendo sempre até engrossar. Aguarde esfriar totalmente e utilize.
  2. Montagem: Quebre os biscoitos de chocolate e distribua-os numa travessa, espalhe sobre os biscoitos metade do creme de coco, coloque por cima os morangos picados e finalize com o restante do creme. Decore com morangos.
Dicas da Si:
- Nesta receita, eu usei o biscoito Passatempo® coberto com chocolate, mas você poderá usar o biscoito que preferir, no sabor que preferir, simples ou recheado, vai do seu gosto mesmo, ok?!
- O morango é uma fruta que solta bastante água, por isso recomendo que faça a higienização deles com bastante antecedência, seque-os muito bem e conserve-os na geladeira até o momento de usar. AQUI dou dicas super bacanas sobre o morango. Leia com atenção para que você tenha sucesso nas suas receitas que levam esta fruta.
- Você poderá alterar a ordem das camadas, fica bem a seu gosto mesmo. Poderá também montar a sobremesa em travessas ou taças individuais.
- Este creme de coco é o meu queridinho, uso pra rechear bolos, tortas... em qualquer sobremesa. Ele é tão delicioso, que por si só já basta, como até de colheradas, rs. 
- Além do morango, você poderá decorar esta sobremesa com raspas de chocolate, chocolate granulado ou coco ralado.



Ótimo final de semana pra todos vocês!



SUCO DE CENOURA, MAÇÃ, MORANGO E GENGIBRE


Olá amigos, bom dia!

Passei Um mês com... Ella Woodward e sua história de vida é muito motivacional, um exemplo para quem está em busca de uma alimentação saudável e uma vida de mais qualidade.

Confesso que durante esses dias fiquei tentada a fazer alguns de seus pratos, mas o meu primeiro obstáculo foi que a grande maioria de suas receitas só se encontra em sites em inglês e como o meu english não é lá essas coisas precisei recorrer ao tradutor que é péssimo, fiquei sem entender lhufas e certos ingredientes não encontraria nem com reza brava nesta simpática cidade do "interiorrrrr" onde moro, difícil, viu?!

Diante das dificuldades, só me restou preparar este suco que tive que fazer uma adaptação para conseguir chegar num final não tão parecido com o da Ella e me agradaria  muito mais se não tivesse ficado com um sabor tão intenso de cenoura, isso porque diminuí a quantidade. Penso que vou ter que comer muito arroz com feijão para tentar chegar, pelo menos, na unha encravada do pé da Ella, rs, isso para não dizer nunca! O desapego pelas gordices é algo que preciso batalhar muito para conseguir. Quem sabe um dia eu chego lá!

Receita original AQUI.

Ingredientes:
  • 2 cenouras médias 
  • 2 maçãs 
  • 1 xícara (chá) de morangos
  • Gengibre ralado a gosto
  • 1 copo de água de coco (300ml)
Modo de preparo:
  • Higienize as cenouras, as maçãs e os morangos. Pique-os e bata no liquidificador juntamente com o gengibre e a água de coco, coe e tome em seguida.
Dicas da Si:
- A Ella preparou este suco na centrífuga (juicer), máquina que extrai o suco sem precisar acrescentar água ou algum outro líquido, como não tenho a centrífuga, usei o mixer, mas ele deixa tudo uma papa, por isso acrescentei a água de coco, se você tiver uma centrífuga não precisa acrescentar nenhuma tipo de líquido, basta colocar os ingredientes na máquina e pronto!
- Eu coei o suco porque não gosto de sentir os bagacinhos, mas não precisa coar se você não quiser!
- O meu suco ficou um pouco concentrado, se gostar um pouco mais ralo, acrescente mais água de coco ou água mineral.




Como disse a Ella: "Sip and enjoy!"



Beijos e uma ótimo final de semana!


BOLO DE MILHO CREMOSO DA VINNI



Olá amigos, bom dia?

Aproveitando ainda os "festejos julinos", trago pra vocês este bolo de milho cremoso que é tudo de bom! A receita vem de um cantinho tão mineirinho de ser, tão aconchegante e acolhedor que dá vontade de ficar lá por horas e horas. O blog é simplesmente um encanto! Além de receitas deliciosas tem também artesanatos lindos que ela faz com tanto capricho! Sabe de quem estou falando? Da Vinni, do blog Amehlia Digital, como ela mesma diz: "é tudibão!" e eu concordo plenamente!

Vivendo e Aprendendo orgulhosamente apresenta: Receita de Blogueiro com este delicioso bolo de milho cremoso vindo do blog Amehlia Digital! Se você ainda não conhece o blog da Vinni, te convido a dar uma passadinha por lá, tenho certeza que você vai amar!

O bolo é super fácil de fazer, não vai farinha de trigo ou fubá e fica uma massa muito macia e cremosinha, não deixe de experimentar!

Receita original AQUI.

Ingredientes:
  • 1 lata de leite condensado
  • 4 ovos
  • 1 colher (sopa) de margarina
  • 1 lata de milho verde em conserva escorrida
  • 100g de coco ralado
  • 1 colher (sobremesa) de fermento em pó
  • Açúcar e canela para polvilhar (opcional)

Modo de preparo: 
  • Bata os cinco primeiros ingredientes no liquidificador, junte o fermento em pó e misture bem. Coloque a mistura numa forma untada e enfarinhada e leve ao forno preaquecido a 180ºC por cerca de 40 minutos. Depois de pronto polvilhe açúcar com canela.

Dicas da Si:
- No meu forno levou 30 minutos para ficar pronto.
- Eu enfarinhei a forma com fubá.
- Eu usei uma forma retangular grande e o bolo ficou um pouco baixo, mas assim prefiro, caso você goste dele mais altinho, recomendo que use uma forma do tamanho médio.
- Polvilhar açúcar com canela no bolo depois de pronto é opcional, mas faz toda a diferença, se você gosta, capricha nesse quesito porque fica maravilhoso!



No preparo deste bolo delicioso, usei o coco ralado sem açúcar da Copra, um produto maravilhoso que ganhei da amiga Sadhia no 4º EBSPI.


Obrigada querida Vinni por compartilhar a receita deste bolo tão saboroso e de sucesso. A receita ficará exposta na lateral do blog até o próximo mês e o seu blog está na lista para participar do sorteio que acontecerá em dezembro entre todos os participantes deste quadro. O ganhador receberá um brinde e o título de Blogueiro do Ano de 2016. Boa sorte!


Até a próxima, com mais receitas!


PÃO TRÊS QUEIJOS



Olá amigos, bom dia!

A cada dia que mexo no meu arquivo de fotos, me deparo com fotos cujas receitas ainda não foram postadas, como essa de Pão Três Queijos. Chamei assim porque fiz uma combinação de 3 tipos de queijos na preparação destes pãezinhos que ficaram deliciosos! Certamente vai haver repeteco por aqui! É uma receita de liquidificador e fica pronta rapidinho! Ótima para aquele lanchinho da tarde acompanhado de uma xícara de café ou chá bem quentinho! 

Ingredientes:
  • 160g de queijo minas frescal
  • 150g de queijo parmesão ralado
  • 1/2 xícara (chá) de requeijão cremoso
  • 3 ovos
  • 1 xícara (chá) de leite
  • 3 e 1/2 xícaras (chá) de polvilho doce
  • 1/2 xícara (chá) de óleo
  • 1 colher (café) rasa de sal
  • Óleo ou margarina para untar
Modo de preparo:
  1. Rale o queijo minas frescal no ralo grosso e reserve. Bata no liquidificador o leite, os ovos, o queijo parmesão ralado, o óleo, o sal e metade do queijo minas frescal ralado reservado até ficar uma mistura homogênea.
  2. Transfira a mistura para uma tigela e acrescente, aos poucos, o polvilho doce e misture muito bem. Coloque o restante do queijo minas ralado e mexa com o auxílio de um fouet ou colher de pau.
  3. Distribua a massa em forminhas de empada untadas com óleo ou margarina, preencha deixando um espaço de borda para a massa crescer.
  4. Com o auxílio de uma manga de confeitar com bico perlé grande, vá colocando no centro da massa o requeijão cremoso. Leve ao forno preaquecido a 200ºC por 25 minutos ou até dourar.
Dicas da Si:
- Eu usei 160g de queijo minas frescal porque era a quantidade que eu tinha aqui em casa, mas você poderá usar um pouco menos ou um pouco mais, vai depender do seu gosto, ok?! Quanto mais queijo você usar, mais cremoso e com sabor de queijo, claro, rs, vai ficar o seu pão.
- O meu queijo minas frescal não estava tão macio, por isso, usei um ralador, mas se o seu estiver macio nem precisa ralar, basta amassar com um garfo delicadamente para deixá-lo em pedaços pequenos.
- O sal vai bem do gosto de cada um,  eu utilizei uma colher (café) rasa porque o meu queijo minas já estava salgadinho e o queijo parmesão também já é salgadinho. Por isso, fique atenta ao uso do sal nesta receita.
- Se quiser que os pães fiquem mais recheados, utilize mais requeijão cremoso.
- Essa massa cresce bastante, por isso tome cuidado para não encher muito a forminha, mesmo porque na hora de colocar o requeijão vai encher ainda mais a forminha, por isso fique atenta.
- Ao invés de usar forminhas de empada (aquelas de alumínio), você pode usar forminhas de silicone como eu usei, neste caso, não precisa untar com óleo ou margarina, ok?! Renderam 24 pãezinhos.
- O ideal é consumir estes pãezinhos na hora, quentinhos, mas se sobrar para o dia seguinte, veja aqui como recuperar pão de queijo amanhecido, seu pãozinho vai ficar crocante por fora e macio por dentro como se estivesse sido feito na hora.



Nesta receita usei leite integral Mococa e requeijão cremoso sabor Gruyere Regina, produtos que ganhei no 4º EBSPI.



Beijos e até a próxima!


CUSCUZ PAULISTA (DE FRANGO)



Olá amigos, bom dia!

Há muito tempo atrás quando eu ainda era uma criança e morava com meus pais e irmãos, tinha uma vizinha que todas às vezes que fazia cuscuz levava um pedaço para nós, eu nunca tinha comido e achei muito bom! Foi o meu primeiro contato com a iguaria, rs. Depois, já na adolescência, comi novamente, mas aí já não gostei, aliás detestei, fiquei traumatizada e nunca mais quis saber de cuscuz até que chegou o tão esperado Dia Um... Na Cozinha! 

Quando vi o tema do mês de Julho, CUSCUZ, confesso que fiquei um tanto descontente, mas será este o momento para fazer as pazes com o dito cujo? Pensei! E foi mesmo!!! Aahh Dia Um... Só você pra nos provocar de uma forma que nos faz quebrar preconceitos culinários tão ilógicos à vezes. I love you!!! ♥ ♥ 

Depois de pesquisar nos meu livros, revistas e cadernos de receitas, bem como nos sites de culinária, cheguei a uma receita adaptada e compilada de dois grandes chefs que resultou num cuscuz tão gostoso que findou de vez o meu desamor pelo prato. Os chefs os quais me refiro são Edu Guedes e Daniel Bork. As receitas originais você encontra aqui e aqui.

Ingredientes:
  • 3 colheres (sopa) de azeite
  • 1 cebola picada
  • 2 dentes de alho espremidos
  • 1 peito de frango cozido e desfiado
  • 2 xícaras (chá) de farinha de milho flocada
  • 1/2 xícara (chá) de farinha de mandioca
  • 2 xícaras (chá) de caldo de galinha fervente
  • 1 lata de molho de tomate comprado pronto (340g)
  • 1/2 lata de milho
  • 1/2 lata de ervilha
  • 1/2 xícara (chá) de azeitonas verdes picadas (separe um pouco para a decoração)
  • 1/4 xícara (chá) de cheiro verde picado
  • Sal e pimenta do reino a gosto
Para decorar:
  • 1 ovo cozido
  • 1 tomate pequeno cortado em rodelas
  • 1/2 lata de milho
  • 1/2 lata de ervilha
  • Azeitonas verdes picadas 
Modo de preparo:
  1. Unte uma forma de cone central com óleo, disponha os ingredientes da decoração no fundo e nas laterais e reserve.
  2. Numa panela, coloque o azeite, refogue o alho e a cebola, em seguida coloque o frango, refogue por 5 minutos, acrescente o milho, a ervilha, as azeitonas e refogue mais um pouco. Junte o molho de tomate, o cheiro verde e o caldo de galinha e, quando levantar fervura, acrescente a farinhas previamente misturadas de uma só vez, mexendo sempre. Tempere com sal e pimenta do reino e cozinhe sem parar de mexer por 5 minutos.
  3. Coloque delicadamente a massa do cuscuz na forma, apertando para ficar bem firme, alise a superfície. Aguarde 10 minutos para desenformar e sirva morno ou frio.
Dicas da Si:
- Eu usei o frango desfiado comprado pronto que vem em embalagem de 400g.
- O caldo de galinha utilizei do cozimento do frango que eu tinha congelado. Sempre que eu cozinho o frango eu nunca dispenso a água do cozimento, eu congelo em copos de requeijão e vou usando nas receitas.
- Além das 2 xícaras de caldo de galinha pedidas na receita, reserve mais meia ou uma xícara do caldo, pois na hora de dar o ponto na massa do cuscuz pode ser que você precise colocar mais caldo de galinha para não ficar uma massa muito ressecada.
- Na hora que levantar fervura e você for colocar as farinhas, tome cuidado, pois a mistura vai borbulhar de uma forma que parece um vulcão em erupção, rs. Exageros à parte, rs, fique atenta neste momento e não pare de mexer, se você ver que vai ficando uma massa ressecada coloque mais um pouco do caldo de galinha conforme mencionei no item acima e vá mexendo até ficar uma massa uniforme e começar a desgrudar do fundo da panela.
- Na decoração eu utilizei 1 ovo cozido e 1 tomate e foi suficiente, mas se você quiser deixar bem mais decorado utilize dois de cada, caso sobre, pique tudo e utilize na preparação da massa.
- Se gostar, você poderá utilizar também nesta receita, pimentão vermelho, tanto na masa quanto na decoração. Poderá decorar também com rodelas de palmito. Dá pra criar várias decorações, vai mesmo da sua imaginação e criatividade.
- O cuscuz é um prato bem versátil, além do frango você pode fazer com linguiça calabresa, sardinha, bacalhau, camarão...
- Tem gente que não gosta de decorar o cuscuz com ovo cozido porque ele escurece e deixa a decoração feia. Mas os seus problemas "siacabaram", rs. Assim que tirar o ovo da água fervente, mergulhe-o imediatamente em água bem gelada, de preferência com gelo, dá um choque térmico nele que ele vai levar um susto tão grande e não vai escurecer de jeito nenhum! rs. Sério, gente! Esta técnica super funciona, vai por mim! Deixe ele lá na água gelada até esfriar totalmente, ok?!
- Depois do cuscuz desenformado, decorei com raminhos de salsa.



Eu levei este cuscuz na casa de amigos para uma reunião de igreja. Ao término da reunião, nos reunimos em torno da mesa para degustarmos dos pratos que cada casal levou, celebrando assim, com muita alegria, o Dia de São Pedro (29/06).

O cuscuz fatiado


Junto com o cuscuz levei também um bolo de fubá super fácil de fazer e delicioso, confira a receita aqui.


Gosta de desafios? Participe do Dia Um... Na Cozinha! A cada mês, a proposta de um tema nos convida a sair da nossa zona de conforto e alçar voos mais altos!




Ótimo final de semana a todos!


CANJIQUINHA COM BACON E CALABRESA



Olá amigos, bom dia!

Aproveitando as festas juninas e o friozinho que está fazendo, que tal preparar uma deliciosa canjiquinha? Sempre faço, tanto para nós aqui em casa como para receber os amigos, reunião de igreja, de familiares e já levei também numa festa junina entre amigos que organizamos, eu adoro e você?

A minha receita é bem simples e dá pra você fazer com frango, calabresa, bacon, costelinha de porco... com os ingredientes que você gostar! Anotem aí!

Ingredientes:
  • 250g de canjiquinha ou quirera
  • 1 colher (sopa) de azeite
  • 1 cebola pequena picadinha
  • 2 dentes de alho espremidos
  • 1 gomo de calabresa cortado em cubos (sem a capa)
  • 1/2 xícara (chá) de bacon cortado em cubos
  • Temperos de sua preferência
  • Sal a gosto
  • Cheiro verde a gosto
Modo de preparo:
  1. Lave bem a canjiquinha e depois deixe de molho por, no mínimo, 1 hora. Após este tempo, escorra a água e reserve.
  2. Numa panela grande (ela aumenta bastante), coloque o azeite, doure o alho e a cebola, junte a canjiquinha, cubra com água fervente, adicione os temperos, mexa bem e deixe cozinhando em fogo médio com a panela semi tampada por 30 a 40 minutos ou até que fique macia. Mexa de vez em quando para não grudar no fundo.
  3. Em outra panela, frite o bacon e a calabresa, escorra em papel toalha e junte à canjiquinha, regule o sal e, por último, acrescente o cheio verde, desligue o fogo em seguida e sirva bem quentinha.
Dicas da Si:
- Para quem não sabe, a canjiquinha é o milho amarelo triturado grosseiramente, conhecida também como quirera e o prato, em alguns lugares ou regiões, é conhecido como xerém.
- O alho e a cebola eu usei da minha conserva, veja aqui.
- Os temperos você pode usar os que mais lhe agradam. Eu normalmente uso pimenta do reino moída na hora, caldo de legumes ou aqueles mix de temperos prontos granulados que vendem em supermercados, aí vai do seu gosto mesmo.
- Deixe sempre água fervente à mão, pois durante o tempo de cozimento da canjiquinha a água colocada inicialmente vai reduzir e para não virar um mingau será necessário colocar mais água.
- Deixe para colocar o cheiro verde bem no finalzinho, quando a canjiquinha estiver praticamente pronta e desligue o fogo em seguida, se cozinhar muito o cheiro verde ele perde o sabor.
- Sirva acompanhada de croutons, pão italiano ou francês e queijo parmesão ralado.



Canjiquinha com frango desfiado e bacon que fiz para levar numa festa junina entre amigos

Ficamos por aqui! Até a próxima com mais receitas!


BOLO DE COCO COM COBERTURA DE LEITE NINHO



Olá amigos, bom dia!

Hoje trago pra vocês a receita do bolo que levei no 4º EBSPI. Eu ia levar, na verdade, bolo mousse de morango, mas não achei morangos bonitos e acabei optando pelo bolo de coco.

Na época do encontro que aconteceu em abril (estou mega atrasada com esta postagem, sorry!), a Sadhia, uma das organizadoras do evento, nos pediu que preparássemos uma quantidade suficiente para que os participantes do encontro pudessem provar da nossa receita ou do nosso "tempero" como ela mesma disse! Então, a intenção foi preparar quatro bolos de coco. Comecei os trabalhos na quinta-feira à tarde, mas na sexta-feira recebi a notícia do falecimento do meu tio, aí não tive cabeça para mais nada e consegui fazer somente 1 bolo e foi este que levei para o EBSPI. Na verdade, eu nem ia mais participar do encontro, mas depois que cheguei do enterro, triste certamente, meu marido me perguntou se eu queria ir que ele me levava, isso me animou um pouco e não pensei duas vezes, foi uma correria pra preparar tudo e pegamos a estrada já tarde, achei que não íamos conseguir chegar a tempo, mas conseguimos ainda pegar o finalzinho do encontro, mais detalhes você pode ver AQUI.

Esta receita é uma compilação de outras receitas que já apareceram aqui no blog, mas ficou tão boa que certamente vou repetir mais vezes, por isso vou colocá-la aqui na íntegra pra vocês!

Ingredientes:

Bolo (receita adaptada daqui):
  • 3 ovos
  • 1 e 1/2 xícara (chá) de açúcar
  • 3 colheres (sopa) de margarina
  • 1 xícara (chá) de leite
  • 1 pacote de coco ralado (100g)
  • 2 xícaras (chá) rasas de farinha de trigo (200g)
  • 1 colher (sopa) de fermento em pó
  • Margarina para untar
  • 1 xícara (chá) de leite quente para regar o bolo
  • Confeitos coloridos para decorar
Recheio (receita daqui):
  • 1 vidro de leite de coco
  • 1 lata de leite condensado
  • 1 caixa de creme de leite
  • 1 xícara (chá) de leite
Cobertura de leite Ninho® (receita daqui):
  • 1 lata de leite condensado
  • 1 colher (sopa) de margarina
  • 6 colheres (sopa) de leite Ninho®
  • 1 caixa de creme de leite (200g)
Modo de preparo:
  1. Bolo: Bata no liquidificador, os ovos, o açúcar, a margarina, o leite e o coco até homogeneizar. Coloque a mistura numa tigela e junte a farinha de trigo, aos poucos, mexendo a cada adição com o auxílio de fouet ou colher de pau. Adicione o fermento e mexa delicadamente apenas para misturar. Despeje a massa numa forma untada com margarina e enfarinhada e leve ao forno médio preaquecido a 200ºC por cerca de 35 minutos ou até que, ao espetar o centro da massa com um palito, este saia limpo. Reserve. 
  2. Recheio: Misture os ingredientes e leve ao fogo , mexendo sempre, até engrossar. Aguarde esfriar.
  3. Cobertura: Numa panela, coloque o leite condensado, o leite e a margarina, leve ao fogo, mexendo sempre, até começar a desprender do fundo da panela (ponto de brigadeiro mole). Retire do fogo e acrescente o creme de leite, mexa bem até ficar um creme homogêneo. Utilize frio.
  4. Montagem: Corte o bolo ao meio, coloque uma das metades na própria forma que assou o bolo, umedeça com metade do leite quente. Distribua o recheio, coloque a outra metade do bolo por cima e umedeça com o restante do leite quente. Cubra com papel alumínio e leve à geladeira por algumas horas para firmar. Desenforme, cubra com a cobertura de leite Ninho e decore com os confeitos coloridos.
Dicas da Si:
- Se você guarda os ovos e o açúcar na geladeira, retire-os horas antes de preparar o bolo para que fiquem em temperatura ambiente. A margarina também deve estar em temperatura ambiente. Utilizar esses ingredientes gelados no bolo podem deixar a massa pesada.
- Eu não desenformei o bolo, montei e cobri na própria forma porque depois eu ia cortar em porções para colocar em embalagens individuais e levar para o encontro. 
- Se preferir, ao invés de decorar o bolo com os confeitos coloridos, poderá decorar também com coco ralado em flocos e morangos para deixá-lo ainda mais atrativo.
- O recheio eu tripliquei a receita com a intenção de rechear 4 bolos mas recheei apenas um! Imagina a quantidade de recheio que sobrou! Certamente vocês vão ver outras receitas com este recheio, que por sinal é maravilhoso, super recomendo!




E aqui o bolo nas embalagens individuais que levei para o encontro.


Hoje é a estreia do Fotos e Prosas no 1 Projeto por Mês da querida Márcia do Poções de Arte! Veja AQUI o que desencavei do meu bau, haha! Espero por vocês!!!

Beijos e um ótimo final de semana!


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
VIVENDO E APRENDENDO © Copyright 2012. Desenvolvido por Elaine Gaspareto