Pesquisar este blog

BOLINHO CAIPIRA DA TIA HILDA


Olá amigos, bom dia!

Estamos no mês de junho e eu não poderia deixar de trazer esta receita de bolinho caipira que faz muito sucesso nas quermesses e festas juninas, pelo menos aqui na minha região do Vale do Paraíba, onde nasceu a tradição desse bolinho. Ele é o campeão de pedidos nestas festas e é tão delicioso que realmente não pode faltar! Há muito tempo tinha vontade de aprender a fazer este bolinho, mas quando olhava as receitas tradicionais achava muito complicadas e trabalhosas até que um dia, conversando com a minha tia, que é expert em preparar esta iguaria, ela me disse que o jeito que ela faz é bem simples e se prontificou a me ensinar e, claro que fiquei feliz! 

Dia e hora marcada para preparar os bolinhos, lá fui eu feliz da vida aprender como se faz essa maravilha e confesso que, depois de ver tantas receitas, realmente o jeito que ela faz é bem mais simples e fica maravilhoso. Adotei essa receita para chamar de minha! Rs.

Conforme a minha tia foi fazendo, eu fui anotando. E na hora de moldar os bolinhos botei a mão na massa e aí sim senti a textura e achei uma massa bem fácil de trabalhar com ela. Anotem a receita e não deixem de fazer este bolinho porque é tudo de bom! Agradeço imensamente a minha tia Hilda que disponibilizou a receita e que me passou todas as dicas. Muito obrigada, tia!!! ❤

Ingredientes:
  • 1 kg de farinha de milho amarela
  • 3 colheres (sopa) de farinha de mandioca
  • 1 xícara (café) de óleo
  • 1 sachê de caldo de carne em pó
  • Sal a gosto
  • Água até dar o ponto

Recheio:
  • 1/2 kg de carne moída
  • 1 colher (sopa) de óleo ou azeite 
  • 1 dente de alho espremido
  • 1 cebola picadinha
  • Sal e pimenta do reino a gosto
  • Cheiro verde a gosto

Modo de preparo:
  1. Primeiro faça o recheio. Numa panela, coloque o óleo e frite o alho e a cebola, acrescente a carne moída e refogue por mais ou menos 10 minutos, acrescente o sal, a pimenta do reino e, por último, o cheiro verde. Desligue o fogo e reserve.
  2. Numa tigela, coloque a farinha de milho, a farinha de mandioca, o caldo de carne em pó, o sal, o óleo e misture muito bem. Acrescente a água aos poucos e vá mexendo com as mãos até formar uma bola lisa e uniforme. Abra a massa com as mãos, recheie e feche a massa moldando os bolinhos. Frite em óleo bem quente.

Dicas da tia Hilda:
- Poderá colocar 1/2 kg de farinha de milho amarela e 1/2 kg de farinha de milho branca, assim não  fica aquele bolinho muito amarelo, mas vai do gosto de cada um.
- Não refogue muito a carne moída, deixe-a um pouco úmida para que os bolinhos não fiquem muito secos. Poderá fazer com a carne crua, mas os bolinhos depois de fritos ficam úmidos demais e soltando caldo. É questão de gosto mesmo.

Dicas da Si:
- A minha tia usou o caldo de carne em cubo e o esfarelou muito bem antes de misturá-lo à massa, mas você poderá também dissolvê-lo em um pouco de água quente para facilitar. Mas ela disse que o caldo em pó é o mais indicado.
- Poderá apenas temperar a carne moída e utilizá-la crua para rechear os bolinhos. Segundo as receitas tradicionais, desta forma os bolinhos não ficam secos. Mas isso vai do gosto de cada um. Eu, particularmente, prefiro a carne moída refogada, exatamente como a minha tia fez, não gosto de morder o bolinho e encontrar a carne cozida, ela fica com um aspecto pálido. Mas como disse a minha tia, é questão de gosto mesmo.
- Eu não contei quantos bolinhos renderam, mas foram mais de trinta bolinhos, mas isso vai depender do tamanho que foram moldados.
- Você pode variar o recheio com frango, linguiça, queijo, peixe...




Tem uma receita que você gostaria de compartilhar conosco? Envia-nos a receita com fotos para o nosso e-mail e participe do Cantinho do Leitor. Saiba como participar clicando no banner abaixo.


A partir de hoje estaremos de férias!! Retornaremos em julho, se Deus quiser! Forte abraço a todos e até a volta! 😉❤


ESPAGUETE COM ALMÔNDEGAS



Olá amigos, bom dia!

Hoje inicia o mês de junho e com este novo mês temos mais um desafio do Dia Um... Na Cozinha! E o desafio da vez foi prepararmos "MASSAS". Eu adoro massas, são tão versáteis, dá para preparar inúmeras receitas! Eu optei por preparar este espaguete com almôndegas, pois é um prato que gostamos muito aqui em casa e eu me dei conta de que ainda não tem essa receita aqui no blog!  Que pecado! Uma receita tão saborosa dessa não poderia passar batido! Por isso fiquei feliz com este tema do Dia Um, uma excelente oportunidade para publicar esta receita! E se você gosta de massas, prepare este espaguete, tenho certeza que você vai amar! 😉

Ingredientes:
  • 300g de carne moída
  • 1 dente de alho espremido
  • 1/2 cebola picada
  • 1 ovo
  • 5 colheres (sopa) de aveia em flocos finos
  • 1 colher (sopa) de cheiro verde picadinho
  • Sal e pimenta do reino a gosto
  • 300g de espaguete cozido al dente
Molho:
  • 1 caixa de molho de tomate (comprado pronto)
  • 1 xícara (chá) de água fervente
  • 1 colher (sopa) de azeite extra virgem
  • 1 colher sobremesa de alho e cebola em conserva
  • Azeitonas verdes a gosto
  • Sal a gosto (se necessário)
Modo de preparo:
  1. Em um recipiente, coloque a carne moída, a cebola, o alho, o ovo, o cheiro verde, a aveia, o sal e a pimenta do reino. Misture muito bem até formar uma massa. Separe a massa em pequenas porções  e modele as almôndegas. Reserve.
  2. Em uma panela, coloque o azeite e frite as almôndegas até dourarem, junte o alho e a cebola em conserva e frite levemente, adicione o molho de tomate, a água fervente, as azeitonas, e deixe cozinhando por 8 a 10 minutos até o molho encorpar, regule o sal. Minutos antes de desligar o fogo, coloque o espaguete já cozido, misture bem e sirva em seguida. 
Dicas da Si:
- No preparo das almôndegas, você pode substituir a aveia em flocos finos pela farinha de rosca na mesma quantidade ou pode usar também a farinha de trigo, mas esta vá colocando aos poucos até dar a liga, não use muito, pois pode deixar a sua almôndega "massuda".
- Eu não gosto apenas de cozinhar as almôndegas, acho que fica cru por dentro, eu gosto de dar uma fritada nelas antes de cozinhar no molho, conforme está no modo de preparo da receita, mas se você preferir, poderá apenas cozinhá-las no molho sem fritar. Quando o molho ferver, acrescente as almôndegas e deixe cozinhando por 15 minutos ou até que fiquem cozidas e o molho  encorpado.
- Na hora que estiver fritando as almôndegas, evite ficar mexendo para elas não se desmancharem. Mexa apenas o necessário para que elas dourem de ambos os lados.
- Eu gosto de dar uma incrementada no molho comprado pronto, refogando-o nos temperos, conforme está na receita, mas não precisa fazer isso se você não quiser, basta apenas colocá-lo na panela com a água e quando levantar fervura acrescente as almôndegas.
- Se o molho de tomate estiver ácido, saiba como tirar a acidez aqui.
- Se preferir, poderá usar outro tipo de massa ao invés do espaguete.
- Ao final, poderá salpicar queijo parmesão ralado por cima do macarrão ou deixe num recipiente à parte para quem quiser se servir.



Dia Um... Na Cozinha, cada mês um desafio que nos proporciona muito aprendizado e uma deliciosa interação entre amigos! Participe você também!


Ótimo dia a todos e até a próxima!


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
VIVENDO E APRENDENDO © Copyright 2012. Desenvolvido por Elaine Gaspareto