O que você procura?

SORVETE DE INHAME SABOR COCO COM GELEIA DE MORANGO


Olá meus amigos, bom dia!! 💝

Espero que tenham aproveitado muito bem esses dias de Carnaval, eu aproveitei descansando bastante longe da agitação da folia! Hoje em dia sou uma foliã que brinca o carnaval sim, mas na paz do meu lar, rs.

A receita que trago hoje pra vocês é muito especial, pois quem me ensinou a prepará-la é também uma amiga muito especial! Falo muito dela aqui no blog, porque desde que descobri a minha intolerância à lactose, ela tem me ajudado muito, tanto no apoio moral como na busca por receitas sem lactose e eu só tenho que agradecê-la por tanto carinho e dedicação! Estou falando da minha querida amiga Andréa Santana do blog Quitutes da Andrea! Se você ainda não conhece o blog dela, não perca mais tempo, lá vocês encontrarão receitas maravilhosas, dicas imperdíveis e um carinho imenso que ela tem com todos os seus leitores.

A base desse sorvete, que vai deixá-lo consistente, porém cremoso é o inhame. E o mais interessante é que, quem prova, não diz que é feito de inhame. A reação das pessoas é sempre de espanto quando digo que é um sorvete de inhame porque realmente não dá para perceber que é feito desse tubérculo que, além de nutritivo, é de baixa caloria. O sabor você pode variar acrescentando coco, chocolate ou a polpa da fruta que quiser. Além de saboroso, é saudável, uma vez que não tem os conservantes e aditivos de um sorvete industrializado. Experimente, você vai se surpreender!!

Ingredientes:
  • 2 xícaras (chá) de inhame descascado e picado
  • Leite de coco - quantidade que baste
  • 50 g de coco ralado
  • Açúcar a gosto
  • Geleia de morango a gosto (receita aqui)
Modo de preparo:
  1. Cozinhe o inhame numa panela com água e sem sal até que fique bem macio. Escorra a água, bata o inhame no liquidificador e, aos poucos, vá acrescentando o leite de coco até ficar uma massa encorpada, acrescente açúcar a gosto.
  2. Transfira a mistura para uma vasilha que possa ir ao freezer, adicione o coco ralado e mexa para se agregar. Tampe a vasilha e leve ao freezer. Quando começar a ficar consistente, retire do freezer e bata na batedeira até ficar uma massa cremosa. Por cima, coloque a geleia de morango à colheradas, tampe a vasilha e leve novamente ao freezer até ficar com a consistência de sorvete. Sirva com calda de morango.
Dica da Andréa: Pode colocar a polpa de fruta que quiser.

Dicas da Si:
  • A quantidade de leite de coco vai de acordo com a consistência que você deseja para o seu sorvete, por isso vá colocando aos poucos e batendo até chegar no ponto desejado.
  • Eu usei açúcar demerara.
  • Retire o sorvete do freezer minutos antes de servir para facilitar o manuseio.


Coloquei também uma camada de geleia no meio do sorvete

Obrigada, amiga Andréa, pela receita! Agradeço também pela a atenção e carinho que sempre tem comigo, Deus te abençoe! ❤


Até a próxima!



BOLO DE CHOCOLATE SEM LACTOSE



Olá amigos, bom dia! 🌼

Dias atrás estava com muita vontade de comer um bolo de chocolate daqueles bem fofinhos e saborosos, tipo aqueles de vó, sabe?! Nessa minha nova vida de intolerante à lactose tenho adaptado muitas receitas para a versão sem lactose, mas nenhuma delas ainda satisfez essa minha vontade de comer um bolo assim. Sempre estou testando novas receitas e as adaptações que fiz nesta receita me encheram de orgulho porque, enfim, consegui preparar um bolo de chocolate exatamente como imaginei e assim pude saciar a minha vontade. 😋

Esta receita foi uma adaptação que fiz da receita da minha querida amiga Andréa Santana do blog Quitutes da Andréa que vocês podem conferir aqui.

Ingredientes:
Para a massa:
  • 1 e 1/2 xícara (chá) de leite de coco
  • 1/2 xícara (chá) de óleo
  • 3 ovos
  • 1 xícara (chá) de açúcar demerara
  • 1 xícara (chá) de cacau em pó
  • 2 xícaras (chá) de farinha de trigo
  • 1 colher (sopa) de fermento em pó
  • 100g de gotas de chocolate (sem leite)
  • Óleo spray e farinha de trigo para untar e enfarinhar

Para a calda:
  • 1 xícara (chá) de leite de coco
  • 3 colheres (sopa) de açúcar demerara
  • 3 colheres (sopa) de cacau em pó
  • 1 colher (sopa) de creme vegetal
  • 80g de chocolate em barra 85% cacau picado
Para decorar:
  • Morangos e chocolate granulado (sem leite)
Modo de preparo:
Massa:
  1. Bata no liquidificador o leite de coco, os ovos, o óleo e o açúcar demerara. 
  2. Coloque a mistura numa tigela, acrescente a farinha de trigo, o cacau em pó e mexa para se agregarem. Coloque as gotas de chocolate e, por último, o fermento em pó e misture delicadamente.
  3. Despeje a mistura numa forma untada e enfarinhada e leve ao forno preaquecido a 180ºC por 40 minutos. Retire o bolo do forno, espere amornar, desenforme e despeje a calda por cima, decore com o chocolate granulado e os morangos.
Calda:
  1. Coloque todos os ingredientes da calda numa panela, com exceção do chocolate em barra, leve ao fogo médio e deixe até a calda engrossar mexendo de vez em quando.
  2. Quando a calda estiver espessa, acrescente o chocolate em barra picado e mexa até que derreta por completo. Desligue o fogo e utilize em seguida.
Dicas da Si:
  • No preparo da massa,  usei óleo de girassol.
  • A Andréa não utilizou açúcar propriamente dito na receita dela, ela aproveitou o açúcar contido em alguns ingredientes como o achocolatado e o chocolate meio amargo que ela usou. Já eu precisei lançar mão do açúcar, pois o cacau em pó e o chocolate em barra 85% cacau que eu usei são bem amargos, sem o açúcar o bolo não ia agradar o meu paladar. 
  • Na hora de comprar o chocolate granulado e as gotas de chocolate, certifique-se de que não contém leite lendo o rótulo.
  • Para untar a forma eu usei óleo spray, mas você pode usar o que preferir, como óleo normal ou creme vegetal, caso seja intolerante à lactose como eu.
  • No preparo da calda, cuidado para não queimar o chocolate em barra, levante um pouco a panela do fogo, se necessário, e continue mexendo até o chocolate derreter completamente.




🎉 A todos desejamos um ótimo carnaval! 🎊

Até a próxima!



AREIAS DE CASCAIS


Olá amigos, bom dia! ❤

Estamos de volta com nossa primeira postagem de 2018, desejosos de que neste ano possamos trazer para vocês muitas receitas deliciosas e de fácil preparação como esta! Sim, apenas com três ingredientes você prepara estas deliciosas bolachinhas com sabor de quero mais!

Mas por que este nome "Areias de Cascais"? Acharam estranho? Pode ser para nós brasileiros, mas não para os nossos amigos-irmãos portugueses, já que esta iguaria vem da culinária portuguesa, mais precisamente de Cascais, uma vila situada na região de Lisboa. Segundo pesquisas, esta receita originou-se em meados do século XIX em Cascais e tornou-se famosa ao longo dos anos pela facilidade na preparação e pelo sabor simples mas que cativa a muitos paladares. 

Eu preparei esta receita na minha panificadora e usei o creme vegetal em substituição à manteiga, já que sou intolerante à lactose. Com essas alterações, corri o sério risco de tudo dar errado, mas a massa ficou perfeita, muito boa de trabalhar com ela e rapidamente moldei as bolachinhas feliz da vida até que...

Depois de assadas e ainda quentes (conforme reza a receita), polvilhei açúcar cristal, mas quem disse que eu conseguia envolver o açúcar nas bolachinhas?? Até então parecia que tudo estava correndo bem, mas como fazer o açúcar ficar paradinho nas bolachinhas? Ele escorregava igual água e as bolachinhas continuavam lisas sem nem mesmo um grãozinho grudado nelas! Alguém pode me explicar a razão disso, por favor? O que será que fiz de errado? Será que foi o creme vegetal? O tipo de açúcar? O tipo de farinha usado ou o modo de preparo? 

Bom, o jeito foi pincelar creme vegetal derretido nas bolachinhas e, aí sim, consegui polvilhar o açúcar. Mas isso não é o correto, né?! Queridos amigos portugueses, experts em fazer "areias", como fazem para o açúcar grudar nas bolachinhas? Help-me, please!
Tirando este contratempo, só posso dizer que me acabei de comer essas "areias" tão saborosas e só tenho que agradecer aos portugueses pela receita tão simples e tão deliciosa! Aplausos! 👏

A receita original se encontra AQUI.

Ingredientes:
  • 250g de manteiga (usei creme vegetal)
  • 150g de açúcar (usei demerara)
  • 400g de farinha de trigo
  • Açúcar para polvilhar (usei açúcar  cristal)
Modo de preparo:
Na panificadora:
  1. Coloque todos os ingredientes na ordem acima na cuba da máquina e programe para a função "massa" (opção 8 na minha máquina). Quando ela parar de bater (o visor mostrará 1:10), desligue a máquina, retire a massa da cuba e modele as bolachinhas.
  2. Disponha as bolachinhas umas separadas das outras numa forma untada e enfarinhada e leve ao forno preaquecido à 180°C por 12 a 15 minutos ou até dourar levemente.
  3. Retire as bolachinhas do forno e com elas ainda quentes, polvilhe açúcar, deixe esfriar e sirva.
Manual:
  1. Bata a manteiga com o açúcar até ficar um creme esbranquiçado.
  2. Junte a farinha de trigo e amasse até que forme uma bola e a massa desgrude das mãos.
  3. Molde a massa em bolas pequenas e coloque-as num tabuleiro untado e enfarinhado.
  4. Siga os passos a partir do item 2 acima.
Dicas da Si:
  1. Se você manusear a massa demais a manteiga vai derreter e pode ser que você perca o ponto da massa, caso isso aconteça, envolva a massa em plástico filme, coloque num recipiente e leve à geladeira por meia hora, assim facilitará na hora de moldar as bolachinhas.
  2. Ao invés de fazer várias bolinhas, divida a massa em  três partes iguais, enrole cada parte como se fosse enrolar massa de nhoque e corte os rolinhos no tamanho de 2 a 3 cm, mais ou menos, dependendo do tamanho que você quer as bolachinhas e então molde as bolinhas, assim fica muito mais rápido e fácil.
  3. Ao tirar as bolachinhas do forno, elas parecerão moles, mas irão ficar firmes depois de um tempo, por isso não deixe tempo demais no forno, pois podem ficar muito duras. O ponto ideal é quando estão levemente douradas no fundo mesmo que a parte de cima ainda esteja clarinha, é assim mesmo! Por isso verifique o fundo das bolachinhas, se estiver dourado já pode desligar o forno.
  4. Eu usei açúcar cristal para polvilhar, mas você pode usar o açúcar refinado se preferir. Se misturar com canela fica ainda mais saboroso.
  5. Você pode dar mais sabor ainda às suas bolachinhas acrescentando à massa raspas de limão, essência de baunilha ou canela.
  6. Esta receita me renderam 36 bolachinhas, mas a quantidade vai de acordo com o tamanho que foram moldadas.
  7. Conserve-as em potes bem fechados. Elas duram por vários dias.




Esta receita preparei especialmente para a 57ª Edição do Dia Um... Na Cozinha, cuja proposta para este mês de fevereiro foi prepararmos "Pratos Tradicionais Portugueses". Adorei a experiência! Vivendo e Aprendendo sempre! 😉


Beijos e até a próxima!



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
VIVENDO E APRENDENDO © Copyright 2012. Desenvolvido por Elaine Gaspareto