O que você procura?

RECHEIO E COBERTURA DE CHOCOLATE

Depois que aprendi a fazer este recheio de chocolate não fiz mais nenhuma outra. Quem me deu foi a minha sobrinha Aline que me deixa muito orgulhosa com as delícias que ela também sabe fazer. Beijos pra vc, Aline e obrigada por esta receita! :)

Recheio e Cobertura de Chocolate
(by Aline por e-mail)



Ingredientes:
- 1 lata de leite condensado
- 1 caixinha de creme de leite
- 1 copo de chocolate em pó
- 2 colheres (sopa) de Toddy
- 150g de chocolate para derreter

Preparo: Misturar o leite condensado com o chocolate em pó e o Toddy e o creme de leite, aos poucos para não empelotar. Colocar no microondas por mais ou menos 10 minutos até ficar em ponto de brigadeiro mole. Tirar do microondas e adicionar o chocolate picado e misturar bem até derreter. Bater um pouco na batedeira. Deixar esfriar para rechear o bolo com metade do recheio e cobrir com a outra metade.
OBS: Antes de rechear, umedecer o bolo com meio copo de leite morno e 2 colheres (sopa) de Toddy.
Dicas da Aline:
Ao colocar a mistura no microondas, use um recipeinte alto, pois a mistura sobe e assim evita sujar o microondas.
O chocolate em pó deve ser aquele que é chocolate mesmo com maior porcentagem de cacau.

Dicas da Si:
A receita fala em 1 copo de chocolate em pó. Pode ser usado aquele tipo americano, eu porém, usei 1 xícara de chá e achei que ficou um pouco forte. Da próxima vez usarei a media de colher e ae conto pra vcs como ficou.
Eu usei Nescau no lugar do Toddy e o chocolate para derreter usei o meio amargo. Se vc gostar de bem doce, use o chocolate ao leite. Mas prefira o meio amargo, pois já tem açúcar no achocolatado e tbm no leite condensado.
No microondas ficou menos que 10 minutos, mais ou menos 6, 7 minutos.
Você pode usar esta receita em qualquer bolo de chocolate, inclusive naquelas massas prontas de bolo. Eu usei no Bolo Nega Maluca postado aqui.

BOLO NEGA MALUCA

Quando penso em bolo de chocolate, logo penso nesta receita. Já fiz com cobertura, sem cobertura, com recheio, sem recheio, de qualquer jeito fica muito bom. Eu peguei da culinária do Edu Guedes, conforme ele foi fazendo no programa eu fui anotando.


Bolo Nega Maluca
(by Edu Guedes)

Bata no liquidificador:
- 1 xícara (chá) de água fervente
- 1 xícara (chá) de óleo
- 1/2 xícara (chá) de chocolate em pó
- 4 ovos

Coloque esta mistura numa tigela e misture:
- 2 xícaras (chá) de farinha de trigo
-1 xícara (chá) de açúcar
- 1 colher (sopa) de fermento em pó

Asse em forma untada e polvilhada em forno preaquecido a 180ºC por 30  minutos.

Calda: Numa panela coloque 1 colher (sopa) de leite, 1 colher (sopa) de margarina, 5 colheres (sopa) de açúcar e 3 colheres (sopa) de chocolate em pó. Leve em fogo baixo e mexa até engrossar um pouco (mais ou menos 5 min.). Despeje sobre o bolo ainda quente.





BOLO DE FUBÁ

Este bolo quem me deu a receita foi minha amiga Noeli. É uma receita super prática e fácil de fazer.
No, obrigada e bjs pra vc! :)

Bolo de Fubá
(by Noeli por e-mail)

Ingredientes:
- 3 ovos
- 1 xícara (chá) de leite
- 1 xícara (chá) de óleo
- 2 xícaras (chá) de fubá
- 2 xícaras (chá) de açúcar
- 1 colher (sopa) de fermento em pó

Mode Fazer:
Bater todos os ingredientes no liquidificador, por último o fermento em pó. Untar e enfarinhar uma forma de buraco no meio e levar ao forno pré-aquecido a 180ºC por 30 a 40 minutos.
Se quiser pode acrescentar coco ralado, queijo ralado e/ou erva-doce.
Dicas da Noeli: ela usou 1/2 xícara (chá) de óleo e ficou bom, quem deu a receita pra ela disse que se colocar 1 xícara de óleo o bolo fica mais molhadinho. Pra quem não gosta de muito doce, pode diminuir no açúcar.

Dicas da Si:
- Na hora de bater os ingredientes no liquidificador eu coloquei coco ralado, ficou muito saboroso.
- No meu forno o tempo foi de 40 minutos para ficar pronto.
- Como gosto de mais molhadinho usei 1 xícara de óleo mas não muito cheia.
- Pode ser que o seu liquidificador não consiga bater todos os ingredientes, neste caso faça da seguinte maneira: bata somente os ovos, o leite e o óleo no liquidificador, transfira esta mistura para uma tigela e misture o restante dos ingredientes com o auxílio de um fuê ou colher de pau.


COMO TRATAR O BACALHAU

Como identificar o legítimo bacalhau
Identificar o Bacalhau não é tarefa muito fácil, por isso peça sempre que o estabelecimento onde você compra informe corretamente o tipo e a classificação do bacalhau que está sendo vendido. Mas você pode fazer algumas observações que ajudam a identificar se está comprando o legítimo bacalhau:

1) Observe na hora da compra:
- A forma do peixe - o legítimo bacalhau é largo e permite o corte em lombos.
- O rabo do peixe - deve ser quase reto ou ligeiramente curvado para dentro, de cor uniforme ( se tiver uma espécie de "bordado" branco na extremidade, não é o legítimo ).
- A cor "palha" - se o bacalhau é branquinho, não é o legítimo.
- A pele - solta com facilidade; puxe um pouquinho para verificar.

2) Repare se o peixe está bem escovado: sua aparência deve ser limpa, sem manchas escuras. Manchas ( pretas, marrons ) podem ser resíduos do peixe como sangue, bílis, etc. , significando que ele não foi bem trabalhado.

3) Verifique também se ele está bem seco: pegue o bacalhau firmemente pela "cabeça" e solte a cauda. Se ele ficar reto - ou quase reto -está bem curado, se dobrar "caindo" para baixo está mal curado e úmido.

Guarde o bacalhau em local seco e refrigerado
O bacalhau vem para o Brasil transportado em containers secos e refrigerados entre 2º e 5º C. A viagem dura de 2 a 3 semanas.
Muito cuidado é necessário para se evitar o choque térmico assim que o produto é desembarcado, porque o calor e a umidade são inimigos do bacalhau.
Na armazenagem é muito importante controlar a refrigeração entre 2º e 5ºC.
O bacalhau salgado e seco não deve ser congelado (só depois de dessalgado) , nem mantido a temperaturas altas, que lhe conferem uma cor avermelhada e alteram o seu sabor original.

Dessalgue normal
O bacalhau é seco e salgado, então é necessário dessalgá-lo e hidratá-lo novamente. O bacalhau pode ganhar até 20% peso se for corretamente dessalgado.
Veja como é simples dessalgar e aproveitar o melhor do peixe, fazendo ele render e ficar com um sabor excepcional:
1.Depois de cortar o bacalhau em postas, coloque-o submerso dentro de um vasilhame sob um fio d'água por uns 10 minutos;
2.Coloque o vasilhame com o bacalhau coberto de água dentro da geladeira;
3.Dessalgue o bacalhau dentro da geladeira, pois assim ele irá ficar tenro e consistente. Na água gelada o bacalhau não irá exalar cheiro algum. Se dessalgado fora da geladeira, o bacalhau vai exalar forte cheiro, podendo pré-cozinhar e até estragar, principalmente nos dias mais quentes;
4. O tempo médio para dessalgue depende da altura das postas ( ou lombos) do bacalhau:
POSTAS NORMAIS: 24 horas
POSTAS GROSSAS: 40 horas
POSTAS MUITO GROSSAS: 48 horas
BACALHAU DESFIADO: 6 horas

Dessalgue com pressa
Para quem não dispõe do tempo necessário para o dessalgue tradicional, aí vão as dicas:
1. Corte o bacalhau em bocados e coloque dentro de um vasilhame sob um fio de água permanente; o dessalgue será bem mais rápido que o tradicional - dependendo do tamanho do lombo, pode-se dessalgar o bacalhau em até 12 horas adotando este método;
2. Para dessalgar o bacalhau que não esteve de molho, faça o seguinte: leve-o ao fogo para aferventar com bastante água, juntando a ele, quando começar a ferver, um punhado de sal ( 2, 3, 4 colheres de sopa ), de acordo com a quantidade de bacalhau; logo que ferver escorra, escalde em água fria (agora sem sal) e torne a levar ao fogo com bastante água fria, agora sem sal, para dar nova fervura. Escorra e verifique o sal do bacalhau; se necessário, dê mais fervuras, sempre em água pura, sem sal. Nota: todas as vezes que o bacalhau for ao fogo é para dar apenas uma fervura e não para cozinhar.
3.Se o bacalhau ficou mais salgado do que o esperado, cubra-o com leite fervente e deixe-o por 30 minutos, se necessário, repita a operação.

Dicas de Preparo
1. Para saber a quantidade de bacalhau numa refeição, calcule entre 150g e 250g por pessoa;
2. O melhor momento para retirar a pele do bacalhau é quando ele ainda está salgado e seco: levante a pele em uma das extremidades e retire-a com puxadas firmes. Depois do cozimento, a pele também sai com facilidade. O melhor momento para retirar as espinhas é quando se desfia o bacalhau ainda salgado e seco ou depois do cozimento;
3. O bacalhau não deve ser fervido, a não ser que a receita ou o preparo indiquem. A fervura prejudica o paladar e resseca o peixe. Deve ser sempre preparado em água a ferver, ou seja, em fogo brando, sem borbulhar; você pode reservar o caldo do bacalhau ( a água do cozimento ) para cozinhar as batatas ou o arroz.
4. Em receitas de bacalhau ao forno ou bacalhau na brasa, faça um pré-cozimento no bacalhau, colocando-o em um tabuleiro imerso em água em fogo brando, sem ferver, durante 10 minutos;
5. Se quiser apurar o paladar do bacalhau, de acordo com a receita, deixe-o temperado com azeite e ervas ( p.ex. coentro ou salsa ) ou submerso no leite durante pelo menos 2 horas antes do preparo;
6. A qualidade da refeição com bacalhau também depende da qualidade dos complementos: o azeite de oliva deve ser extra-virgem, de preferência português; as batatas, do tipo HBT; as azeitonas pretas, portuguesas, e as verdes, portuguesas, argentinas ou espanholas.
Dicas da Si: Batatas HBT tem casca amarela e polpa amarela clara. Normalmente destina-se ao consumo de batatas fritas e batatas fritas de pacote.

Aproveite tudo
Separe a pele, espinhas e aparas.
Depois de dessalgar, dê uma rápida escaldada jogando água quente e esperando esfriar um pouco para limpar. Com uma faquinha bem afiada, raspe a pele e a parte branca. Retire com cuidado as espinhas: as partes altas do lombo podem ser utilizadas inteiras, por isso todo cuidado na separação.
Você pode aproveitar as aparas do bacalhau em bolinhos, saladas e recheios.
Utilize a pele e as espinhas para fazer um pirão. Ficará delicioso.
Aproveite a água da fervura do bacalhau para cozinhar as batatas e para fazer o arroz de acompanhamento: ficam perfeitos no acompanhamento.
E não se esqueça: do bacalhau, tudo se aproveita.

Quem congela sempre tem
Quem gosta de bacalhau quer ter sempre essa alternativa culinária à mão.
De repente, dá aquela vontade de comer algo diferente, ou chega uma visita inesperada, e é só abrir o congelador: lá está ele para salvar sua refeição.
Para isso, você precisa comprar uma quantidade maior e dessalgar tudo de uma só vez. Uma parte você destina ao preparo do prato que será consumido logo. A outra porção, você congela. Prático, não acha ?
Para congelar, depois de dessalgar, enxugue o bacalhau em um pano limpo, apertando-o levemente para secar um pouco. Pincele com um bom azeite português toda a superfície, para impedir o ressecamento provocado pelo gelo. Guarde no freezer em um vasilhame bem fechado.
Algumas pessoas congelam o bacalhau dentro de um vasilhame com água, para garantir que ele não irá ressecar.
Para descongelar, o ideal é retirar do freezer para a geladeira, e esperar pacientemente. Mas não há inconveniente em descongelar o bacalhau na temperatura ambiente.
 
Fonte: http://www.bacalhau.com.br/

DISCO VOADOR

Esta receita passou no programa "Mais Você" na semana da criança. Eu achei bastante interessante, pois pode ser servido de lanche quando não se está a fim de jantar. :)

Disco Voador
(by Ana Maria Braga)


Ingredientes:

- 2 colheres (sopa) de azeite 
- 1 cebola picada
- 2 dentes de alho amassados
- 500g de carne moída (ou 500g de frango desfiado)
- 2 tomates sem pele e sem semente cortados em cubos
- 2 colheres (sopa) de molho de tomate
- 100g de azeitonas verdes sem caroço picadas
- 2 colheres (sopa) de cheiro verde picado
- sal a gosto
- 1 pacote de massa de pastel redonda (400g)
- 2 ovos batidos

Modo de preparo:

1. Numa panela coloque 2 colheres (sopa) de azeite, 1 cebola picada, 2 dentes de alho amassados e mexa até dourar. Acrescente 500g de carne moída (ou 500g de frango desfiado) e refogue bem por 5 minutos. Adicione 2 tomates sem pele e sem semente cortados em cubos, 2 colheres (sopa) de molho de tomate, 100g de azeitonas verdes sem caroço picadas, 2 colheres (sopa) de cheiro verde picado, sal a gosto, misture bem e deixe esfriar.

2. Numa superfície lisa coloque 1 disco de massa de pastel, sobre este disco coloque 2 colheres (sopa) do recheio de carne moída (ou frango desfiado), cubra com outro disco de massa e una bem as bordas com um garfo, dando o formato de disco voador.

3. Numa assadeira untada com óleo vá colocando os discos voadores e depois pincele-os com os 2 ovos batidos. Leve ao forno pré-aquecido a 180°C por 15 a 20 minutos.
Retire do forno e decore com rodelas de azeitonas. Sirva a seguir.

Dicas da Si:
- Todas as vezes que meu marido ia comer alguma coisa com carne moída, ele dizia assim: "humm, tá faltando uma batatinha aqui!" Por isso, tudo o que faço que leva carne moída, eu coloco batata, como nesta receita, eu refoguei junto com a carne uma batatinha cortada em cubinhos.
- Como aqui somos em duas pessoas, eu usei mais ou menos 350g de carne moída e 8 discos da massa de pastel.
- Não coloque o recheio quente sobre a massa de pastel, pois na hora que você estiver manuseando a massa, ela pode se "quebrar" na hora, espere esfriar. Ao colocar o disco por cima do recheio retire todo o ar antes de fechar, isso vale também para os pastéis, dessa forma evita que a massa "rache" na hora de assar ou fritar. Para fechar os discos use um garfo ou uma carretilha própria para este fim.
- A receita diz para pincelar os discos voadores com 2 ovos batidos, eu prefiro pincelar somente com a gema, foi o que eu fiz, de preferência passada em peneira para tirar o cheiro de ovo.
- Com a massa restante fiz pastéis de carne moída com o recheio que sobrou e também recheio de presunto e dois queijos (mussarela e parmesão). Você pode também fazer com recheio de pizza: presunto e queijo cortados em tiras ou cubinhos, 1 tomate sem pele e sem sementes cortado em cubinho  e orégano).
 
pincelando a gema
no forno



recheio
pastéis de carne moída e presunto e queijo

MÚSCULO FACINHO FACINHO

Esta receita eu acompanhei no programa "Mais Você" da Ana Maria Braga e depois peguei na internet. Realmente fica muito bom mesmo. O meu marido que não come chuchu, comeu e gostou, claro que eu só falei para ele que tinha chuchu depois que ele comeu, rs. Ele até percebeu que tinha algo diferente, mas disse que estava tudo gostoso. Eu só não sei dizer se eu fizer de novo ele vai comer, já que agora sabe que nesta receita vai chuchu, rs. :P

Músculo Facinho Facinho
(by Ana Maria Braga)


Ingredientes:

- 1 kg de músculo cortado em cubos pequenos
- 2 pacotes de sopa pronta com 20g (sabor tomate, carne e cebola)
- 100g de linguiça calabresa picada
- 100g de bacon picado
- 1 lata de cerveja preta
- sal a gosto

Preparo:
Numa panela de pressão coloque 1 kg de músculo cortado em cubos pequenos, 2 pacotes de sopa pronta 20g (sabor tomate, carne e cebola), 100g de linguiça calabresa picada, 100 g de bacon picado, 1 chuchu cortado em cubinhos, 1 lata de cerveja e sal a gosto e leve ao fogo médio. Quando pegar pressão conte 15 minutos. Sirva em seguida com farofa e molho a campanha.

Dicas da Si:
Como aqui em casa somos em duas pessoas, eu fiz metade da receita e ainda sobrou.
No lugar da sopa pronta (sabor tomate, carne e cebola) eu usei creme de cebola e no lugar da cerveja preta eu usei a cerveja comum, a amarela. Ficou muito bom, porque o creme de cebola deixou o prato mais encorpado e a cerveja amarela deixou os sabores dos ingredientes mais acentuados.
O molho à campanha, mais conhecido como molho vinagrete, é um molho à base de tomate, pimentão e vinagre branco, dependendo da região muda uma coisinha ou outra, mas basicamente é isso. Tem receita que diz para ferver o vinagre, o sal e a água, deve ser o que o diferencia do molho vinagrete em outras regiões. Anote ae:

Molho à Campanha
-  2 tomates sem sementes cortados em cubos bem pequenos
- ½ pimentão verde ou vermelho cortados em cubinhos (opcional)
- 1 cebola média picadinha
- 2 colheres (sopa) de cheiro verde picado
- 4 colheres (sopa) de vinagre branco
- ¼ xícara de água
- 2 colheres (sopa) de azeite
- sal e pimenta-do-reino à gosto

Preparo:
Num recipiente coloque os tomates, os pimentões, a cebola e o azeite e reserve.
Leve ao fogo o vinagre, água e sal, assim que começar a ferver retire do fogo e deixe esfriar por 2 minutos.
Despeje sobre os ingredientes picados e misture bem.
Acrescente o cheiro verde picado e a pimenta-do-reino.
Deixe esfriar completamente e sirva.
PS: Se preferir um molho mais suave, diminua o vinagre e aumente proporcionalmente a água.

OMELETE DE QUEIJO ASSADA

Esta receita é de um livro que eu tenho "Almoço e Jantar com Ana Maria Braga". É uma receita simples, mas muito saborosa.

Omelete de Queijo Assada
(by Ana Maria Braga)


Ingredientes:

- 4 gemas
- sal e pimenta-do-reino
- 4colheres (sopa) de queijo parmesão ralado
- 100g de queijo prato cortado em pedacinhos
- 1 colher (sobremesa) de salda picada
- 1 colher (sobremesa) de manteiga
- 1 colher (sopa) de farinha de trigo
- leite
- 4 claras
- manteiga para untar

Mode de fazer:
Bata as gemas e tempere com sal e pimenta-do-reino. Adicione então o queijo ralado, o queijo prato, a salsa, a manteiga e a farinha de trigo diluída em um pouco de leite. Misture muito bem.
Bata as claras em neve e junte à omelete, mexendo delicadamente.
Despeje numa forma refratária untada e asse em forno moderado por uns 30 minutos. Sirva quente.

Dica: Para que a omelete não grude na forma, unte de maneira uniforme com uma camada legeiramente espessa de manteiga.

DICAS DE LIMPEZA

Cozinhar é muito bom e comer é melhor ainda, porém, ao final de tudo o que nos resta? Muitas louças para lavar, fogão, microondas e outros para limpar. :(
Mas, ainda bem que existem truques e dicas para facilitar o nosso dia-a-dia. :)
Anote aí:

Microondas:

1. Corte o limão ao meio
2. Coloque num recipiente com água
3. Aqueça no microondas, na potência máxima, por 5 a 10 minutos até formar vapor.
4. Limpe com um pano úmido.

Você pode aproveitrar a água do limão para limpar a geladeira.
Você também pode substituir o limão por 1 envelope de suco de limão em pó, além de limpar deixa um aroma agradável, neste caso não use para limpar a geladeira.
A parte externa do microondas você pode limpar com um limpador de cozinha de sua preferência.

Fogão:
  1. Retire as grades e as chapinhas do fogão e lave-as com água e sabão neutro. Se as chapinhas estiverem muito sujas, deixe-as de molho em água quente com um pouco de vinagre e sal ou limão por mais ou menos 1 hora e depois lave em seguida com sabão. Para auxiliar na limpeza das chapinhas use palha de aço, o famoso Bom Brill ou a marca de sua preferência.
  2. Após retirar as grades e as chapinhas, espirre desengordurante por toda a suerfície do fogão, inclusive nos botões acendedores (assim evita ficar tirando e colocando), aguarde uns 5 minutinhos e passe um pano úmido para tirar toda a gordura e em seguida um pano seco para retirar o excesso do produto e dar brilho. Existem hoje no mercado, várias marcas de desengordurantes, escolha aquele que melhor se adequa às suas necessidades.
  3. Para a limpeza do forno, aqueça-o ligeiramente e retire o execesso de gordura com um pano úmido. Se o seu forno for auto limpante, passe um pano úmido várias vezes até que o pano saia limpo.
  4. Hoje em dia existem aqueles protetores de fogão, conhecidos como "forra-fogão". É super prático, reutilizável, fácil de limpar e quando fizer uma fritura que espirrou por todo o fogão, basta remover o protetor, passar um pano úmido no fogão e pronto! Além disso ele mantém o fogão mais aquecido o que ajuda no cozimento dos alimentos e assim você economiza gás.

JARDINEIRA DE CARNE MOÍDA

Esta receita é de um livro que eu tenho "Almoço e Jantar com Ana Maria Braga". É super fácil de fazer e como aqui em casa gostamos muito de carne moída, esta receita faz parte do nosso cardápio.

Jardineira de Carne Moída
(by Ana Maria Braga)

Ingredientes:

- ½ kg de carne moída
- sal e pimenta-do-reino
- 3 batatas graúdas
- óleo
- 2 tomates sem sementes cortados em pedacinhos
- 1 cebola bem picada
- 1 colher (sopa) de salsa picada

Mode de Fazer:
Refogue a carne em pouco óleo, em fogo alto, até que fique bem soltinha. Tempere com sal e pimenta-do-reino e reserve.
Descasque as batatas e corte-as em cubinho. Frite em óleo bem quente e depois coloque sobre papel toalha para absorver o excesso de gordura.
Leve novamente ao fogo a panela com a carne moída. Junte a batata frita, o toamte, a cebola e a salsa.
Misture bem e sirva.
DICA: Não deixe a carne cozinhar novamente quando voltar ao fogo para não juntar água. Apenas aqueça em fogo alto e retire logo.

Dicas da Si:
- Não deixe que o tomate derreta na panela, ele deve ficar evidente no prato.
- Como meu marido não gosta de cebola e nem de alho, eu trituro bem os dois  no liquidificador (depois ensino pra vcs este tempero) e depois frito no óleo e refogo a carne moída.
- Para mudar um pouco, tem dia que eu corto as batatas em rodelas não muito finas, cozinho na panela a vapor e depois frito. Ao montar o prato faço da seguinte maneira: em uma travessa ou bandeja de inox eu coloco folhas de alface em toda a volta, depois as batatas fritas e no meio a jardineira de carne moída.
- Se vc não tem panela a vapor, proceda da seguinte forma: pegue uma tampa de panela e coloque dentro da tampa as batatas e cubra bem com um pano de prato. Leve uma panela com água pelo meio para ferver e tampe de modo que as batatas presas ao pano de prato fiquem em contato com o vapor da água na panela. O pano de prato vai ficar um pouco amarelado, mas não se preocupe que não mancha, é só lavar que sai, eu nem precisava deixar de molho quando procedia desta forma. Já deixe um pano de prato reservado para este fim.



**********************

Veja o tempero que faço com alho e cebola triturados, clique aqui.

CREME DE CHOCOLATE

Esta receita eu peguei da culinária do Edu Guedes. Conforme ele foi fazendo, eu fui anotando. Confesso que, a princípio, achei que não ia ficar muito bom por causa de colocar o creme de leite assim... puro, sem nada. Mas como o chocolate eu como até com a data vencida, rs, resolvi acompanhar e anotar esta receita. Olha, me surpreendeu! :)
Anotem aí:

Ingredientes:
- 4 xícaras (chá) de leite
- 10 colheres (sopa) de açúcar
- 4 colheres (sopa) de amido de milho
- 4 colheres (sopa) de chocolate em pó
- 1 lata de creme de leite sem o soro

Preparo: misture o açúcar e o amido de milho (para não empelotar). Em uma panela, coloque o leite e aos poucos vá colocando a mistura de açúcar e amido de milho, o chocolate em pó e mexa até engrossar (fogo médio, mais ou menos 10 minutos). Numa taça coloque o creme de leite e o creme de chocolate (pode inverter se quiser). Coloque para gelar e depois decore a gosto (morango, raspas de chocolate...).

Dicas da Si:
- Usei o creme de leite de caixinha, assim não precisei tirar o soro.
- Triturei uma barra de chocolate Sufflair com o martelinho de carne e coloquei por cima do creme. Mas para isso, deixei o chocolate Sufflair por uns minutos na geladeira, isso evita que o chocolate vire uma "massa" ao invés de triturar. Na hora de bater, vc pode mantê-lo dentro da própria embalagem ou coloca-o num saquinho, tipo de congelar, por exemplo. Não tem foto porque eu só decorei uma tacinha e foi o primeiro a acabar, rs.
- Use outros confeitos para decorar: chocolate granulado, confeti, de cereal...



BOLO GELADO DE COCO

Esta receita eu vi a Palmirinha fazendo no programa dela "TV Culinária" e depois peguei a receita no site. Realmente fica muito bom, uma delícia! :)

Bolo Gelado de Coco
(by Palmirinha)

Ingredientes:
Massa:

- 2 xícaras (chá) de açúcar
- 2 ½ xícaras (chá) de farinha de trigo
- 150g de manteiga
- 4 ovos (claras separadas)
- ½ xícara (chá) de leite
- 1 vidro de leite de coco (200ml)
- 1 colher (sopa) de fermento em pó

Para molhar o bolo:

- ½ xícara (chá) de leite
- 1 lata de leite condensado
- 1 pacote (100g) de coco ralado

Mode de fazer:

- Na vasilha da batedeira coloque o açúcar, a manteiga e gemas.
- Bata até obter um creme esbranquiçado. Desligue. Junte o leite e o leite de coco e bata novamente.
- Acrescente a farinha de trigo e torne a bater. Agregue as claras em neve e o fermento em pó.
- Coloque em assadeira retangular n°2 untada e polvilhada.
- Leve ao forno pré-aquecido em 150ºC a 180ºC por 40 min.
- Após assar, faça furos sobre o bolo com o garfo. Regue com o leite e leite condensado, misturados previamente.
- Polvilhe com o coco ralado hidratado com 4 colheres (sopa) de água.
- Leve para gelar por no mínimo 4 horas ou de um dia para o outro.

Dicas da Si:

O tempo de preparo no meu forno foi de 30 minutos a uma temperatura de 180°C.


Confira mais fotos e dicas sobre esta receita clicando AQUI.

PANQUECA DE CARNE MOÍDA

Já fiz várias receitas de panqueca e a que eu mais gosto e faço é esta que vou deixar aqui pra vcs. Esta receita peguei na internet.

Panqueca de Carne Moída
(by internet)


Ingredientes:
Massa:

- 1 copo de farinha de trigo
- 1 copo de leite
- 1 ovo
- 1 colher (sopa) de óleo
- sal a gosto

Recheio:

- 500g de carne moída
- 1 colher (sopa) de óleo ou azeite
- alho e cebola picados
- azeitonas verdes picadas
- 1 tomate sem pele e sem sementes cortados em cubo
- sal, pimenta e cheiro verde a gosto

Preparo
Massa: Bata todos os ingredientes no liquidificador, frite pequenas porções de massa em frigideira untada com óleo. Recheie com a carne moída. Coloque num refratário, cubra com molho de tomate e queijo ralado.

Recheio: Numa panela, coloque o óleo ou o azeite e frite o alho e a cebola. Coloque a carne moída, o tomate sem pele e sem sementes, o sal e a pimenta. Refogue. Coloque as azeitonas verdes picadas e por último o cheiro verde. Espere esfriar um pouco para rechear as panquecas.
PS: Você pode variar o recheio com frango, linguiça ou camarão.

Dicas da Si:
- Ao bater os ingredientes da massa no liquidificador, coloque primeiro os liquidos, isso facilita a mistura e evita que o trigo fique grudado no fundo do liquidificador.
-  Eu sempre refogo uma batata cortada em cubinhos junto com a carne moída.
- Experimente usar aqueles temperos prontos que vem uma mistura de cebola, alho e salsa no recheio. Fica mt bom! Creme de cebola tbm eh uma boa pedida, experimente! 
- Leve as panquecas ao forno até derreter o queijo ou no microondas por 2 min. mais ou menos dependendo da potência do seu microondas. 


Primeiro eu preparo os discos de panqueca e depois vou colocando o recheio.



As fotos abaixo são uma versão de panqueca com recheio de presunto e queijo.






MUSSE DE GELATINA

Um dia a minha sogra me ensinou a fazer um doce, "Pudim de Maria Mole" (vou colocar a receita aqui também), e de tanto fazer acabei enjoando, então pensei: "o que aconteceria se no lugar da maria mole eu colocasse gelatina?" O resultado ficou incrível e todo mundo que come repete e é super fácil e rápido de fazer. :)
É o doce que mais faço quando preciso de soluções rápidas, como uma visita que liga de tarde dizendo que vem para o jantar.

Musse de Gelatina
(by Si)

Faça a gelatina normalmente conforme as instruções da embalagem.
Leve à geladeira, mas não deixe chegar em ponto de gelatina, quando estiver com a consistência de "clara de ovo", bata no liquidificador com 1 lata de leite condensado e uma caixa de creme de leite. Coloque num pirex e leve à geladeira por mais ou menos 3 horas. Se preferir, coloque em taças individuais.

Dicas da Si:
- Se você fizer com gelatina de morango, experimente bater morangos junto com os outros ingredientes e se preferir que a musse tenha pedaços da fruta bata por menos tempo, uns dois, três segundos mais ou menos ou ainda pique os morangos e apenas misture à musse depois de bater no liquidificador e leve à geladeira. Fica uma delícia!
- Se você for usar o abacaxi, primeiro tem que desidratá-lo, pois se colocá-lo "in natura" não gelatiniza e o doce vira uma água.




CREMITO DE CHOCOLATE

Todos os produtos que compro, sempre olho a receita. E as que eu acho mais legais, eu procuro fazer, algumas dão certo, outras não. Esta que vou colocar aqui pra vcs, eu peguei da embalagem do Pudim Royal e ficou muito boa mesmo, usei para cobrir bolo e deu super certo.

Cremito de Chocolate
(by Royal)

Ingredientes:

- 1 pacote de Pudim Royal Chocolate
- 100g de chocolate ao leite Lacta
- 1 caixa de creme de leite

Preparo: Prepare o Pudim Royal com apenas 400ml de leite. No pudim ainda quente acrescente o chocolate Lacta ao leite picado e mexa até formar um creme homogêneo. Depois de frio, misture o creme de leite. Coloque em tacinhas para gelar.

Dica: Pode ser usado como cobertura para bolos.

Tempo de preparo: 15 minutos
Rendimento: 8 porções

FAZENDO CAFÉ

Como já disse pra vocês, eu não sabia fazer café. Tive várias experiências frustadas ao tentar fazê-lo. Mas aí, um dia, depois de casada eu necessitava fazer um cafezinho gostoso, nada de "chafé" ou "caforte" e menos ainda "café fraco frio e fedorento", como dizem por aí. Ganhei 4 cafeteiras de presente de casamento, mais um motivo para aprender a fazer um café decente. Neste dia, então, li o manual da cafeteira por muitas vezes (lá tinha umas dicas para fazer um bom café) e também li a embalagem do pó de café várias vezes. Ainda bem que junto com a cafeteira veio um medidor que foi a minha salvação. Até que saiu bom, viu?! Ufa, mais um tabu quebrado! A partir daí, então, deslanchei.
Hoje eu não uso mais a cafeteira, embora seja bem prática, só uso quando eu estou com pressa, mas não faça nada com pressa, na cozinha quem tem pressa come crú e quente, rs. 
Aprendi alguns truques pra deixar o cafezinho mais saboroso, anotem aí:


1. Em primeiro lugar, claro, a gente deve sempre escolher uma marca de pó de café de boa qualidade ou aquela que agrada ao seu paladar.

2. Evite deixar a água ferver por completo, assim você evita queimar a língua ou a boca (já aconteceu comigo e acredito que com muita gente também). Quando começar a formar bolinhas apague o fogo, se usar a água fervendo o café perde as suas propriedades.

3. Ao colocar a água sobre o pó de café, não coloque tudo de uma vez, "molhe" o pó de café e depois vá colocando a água aos poucos, no meio, deixando um filete de água cair sobre o pó sem ficar girando a caneca, fazendo círculos com a água.

4. Experimente colocar uma colherzinha (café) de chocolate em pó junto com o pó de café de sua preferência, vai dar um sabor especial.

5. Mantenha o pó de café bem fechado, na sua embalagem original e na geladeira, assim ele vai manter o sabor por mais tempo.

E por hoje é isso, se eu lembrar de mais alguma coisa, coloco aqui pra vocês. Bjssss

PUDIM DE SORVETE DA ALINE

Esta receita guardo com muito carinho por dois motivos: um, porque quem me deu esta receita foi a minha sobrinha Aline que mora nos Estados Unidos e que eu AMO de coração e outro porque é bom demais da conta!!!

Ingredientes:

Creme:
- 3 gemas passadas na peneira
- 1 lata de leite condensado
- 2 medidas (da lata) de leite de vaca
- 3 claras em ponto de neve
- 5 colheres (sopa) rasas de açúcar
- 1 lata de creme de leite sem o soro

Calda:
- 4 colheres (sopa) de achocolatado
- 7 colheres (sopa) de água

Preparo:
Creme: Em uma panela coloque o leite condensado, o leite e as gemas passadas na peneira. Leve ao fogo e vá mexendo até engrossar. Reserve.
Calda: Em uma panela coloque a água e o achocolatado, mexa e leve ao fogo. Quando levantar fervura desligue, espere esfriar um pouco e forre uma forma para pudim com esta calda.

Enquanto o creme e a calda esfriam, bata na batedeira as claras em ponto de neve com o açucar até virar um suspiro, em seguida acrescente o creme de leite sem o soro. Misture este suspiro ao creme já frio, coloque na forma com a calda de chocolate e leve ao freezer até endurecer. Desenforme e sirva gelado.

Dicas da Si:
- Use creme de leite de caixinha, assim vc não precisa tirar o soro.
- Este pudim deve ser mantido no freezer para conservar sua consistência, mas quando for servir recomendo que deixe alguns minutos antes na geladeira para facilitar na hora de cortar.










BOLO PÃO DE QUEIJO

Esta receita anotei da culinária do Edu Guedes, no programa Hoje em Dia da Record.
Este bolo é muito gostoso para comer na hora, aliás como todo pão de queijo, né gente. Depois ele murcha um pouco mas não perde o sabor. O ideal seria consumir na hora, por isso faça em dia que tiver visita ou para levar como lanche em festinhas como um café com as amigas, por exemplo. Caso contrário, até uns três dias, no máximo, dá pra comer.
Bolo Pão de Queijo
(by Edu Guedes)

Ingredientes:
- 1/2 xícara (chá) de óleo
- 1/2 xícara (chá) de leite
- 3 ovos inteiros
- 1 colher (café) de orégano
- 1 xícara (chá) de parmesão ralado
- 250g de polvilho doce
- 1 colher (sopa) de fermento em pó

Preparo: Bata no liquidificador o óleo, o leite e os ovos (por mais ou menos 2 min.). Coloque numa tigela e acrescente o orégano, o parmesão ralado, o polvilho doce e o fermento em pó, misture para se agregarem. Coloque numa forma para pudim ou bolo inglês untada com óleo. Asse em forno preaquecido a 180°C por 20 min.
Depois de pronto, salpicar queijo ralado no bolo ainda quente.
Rendimento: 8 porções

Acompanhamento:  Chá de Maçã
Divide a maçã em 4 partes, tira o miolo, coloque na água fervente com canela em pau (2 pauzinhos). Desligue o fogo, tampe por uns minutos e está pronto!

Dicas da Si: Eu usei 2 pacotinhos de 50g de queijo ralado (reservei um pouco para salpicar no final)  e como o polvilho só vende de 500g, coloquei mais ou menos duas xícaras de chá. No meu forno usei temperatura média e levou mais ou menos 40 min. para ficar pronto.




O bolo ao fundo é de iogurte, para saber a receita clique aqui.



BOLO DE IOGURTE NATURAL

Esta receita quem me deu, foi uma amiga mt querida que tbm cozinha mt bem! Inclusive, depois que fiz este bolo, fiquei tão encantada e feliz com o resultado que nunca mais comprei misturas prontas para bolo. :)
Anote aí:

Bolo de Iogurte Natural 
(by Noeli)

Ingredientes:
- 1 copo de iogurte natural
- a mesma medida (do copo) de óleo
- 3 ovos
- 2 copos (do iogurte) de trigo
- 2 copos (do iogurte) de açúcar
- 1 colher (sopa) de fermento em pó


Preparo: Bata no liquidificador o iogurte, o óleo e os ovos. Coloque esta mistura numa tigela e misture a farinha de trigo, o açúcar e por último o fermento em pó. Untar e enfarinhar uma forma de buraco no meio e assar em forno preaquecido a 180°C por 40 min.
Bom apetite!!!

OS PROGRAMAS DE TV!

Depois daquele dia fatídico (da lasanha assassina), rs, começou a minha luta para aprender a cozinhar. Comprei vários livros e revistas de culinária, pesquisei (e ainda pesquiso) várias receitas na internet (tenho um monte impressas) e comecei a fazer as receitas, mas confesso que ainda assim muitas não davam certo. Bolo então era uma negação, não crescia e quando crescia, betumava (ficava uma borracha). Alguma coisa eu não estava fazendo certo. Um dia fui tomar café da tarde na casa da minha irmã, ela arrumou uma mesa linda e de repente vem ela com um bolo lindo, grande, saborosíssimo, até brilhava. Eu fiquei encantada com aquele bolo e ao mesmo tempo intrigada, por que o meu não fica assim? Aí não aguentei e perguntei: como você fez esse bolo, me dá a receita! Aí ela falou: "é aquela massa pronta da Dona Benta". Hum... conclusão: as massas de bolo "Dona Benta" começaram a fazer parte da minha despensa e desencanei de fazer bolo seguindo receita. Mas mesmo com toda a praticidade que temos hoje em dia de encontrar coisas pré-preparadas ou prontas, ainda não estava satisfeita. Queria comer e servir algo que fosse preparado por mim mesma, não pela "Dona Benta", "Dr. Oetker", entre outros (não desmerecendo as marcas que são ótimas e muito me ajudaram). Foi então que comecei a assistir e a gravar todos os programas de culinária, Daniel Bork da Band, Ana Maria da Globo, Palmirinha da Gazeta (ainda não tinha o programa Hoje em Dia da Record com a culinária do Edu Guedes). Não basta você pegar uma receita e se aventurar a fazer, sem ter a noção de combinar os ingredientes e também saber a ordem das coisas. Por exemplo, eu aprendi que, dependendo da receita, você coloca primeiro os liquidos e depois os sólidos, que primeiro você agrega a manteiga com o açúcar, ovos pra depois colocar os outros ingredientes. Eu não fazia assim e muitas vezes não vem falando isso nas receitas. Eu aprendi isso com os culinaristas, assistindo os programas. Tenho também um caderno de receitas que ganhei do meu marido (acho que ele não via a hora de comer comida de verdade, rs), lindo por sinal, de capa dura, com divisórias para doces, massas, salgados, bebidas, sopas, carnes... detalhe: este caderno ele me deu um pouco antes da gente se casar, mas só fui prestar atenção nele depois do, como diz a Ana Maria Braga, "ACORDA MENINA!" Neste caderno fui anotando somente as receitas já feitas pela minha mãe, irmã e que deram certo, as que não deram certo eu nem me dei ao trabalho de anotar. Além deste caderno de receitas, tenho várias folhas e um outro caderninho onde comecei a anotar as dicas dos culinaristas através dos programas que assistia e quando não dava para assistir eu gravava e faço isso ateh hoje. E assim fui adquirindo experiência e ainda estou na caminhada, pretendo aprender muito mais. E com tantas dicas que anotei, tanta coisa que aprendi, coisa simples mas que, no nosso dia a dia faz toda a diferença, resolvi compartilhar neste blog com você!
Abraços e até a próxima!
            Sileni

O COMEÇO - PARTE II

Bem, continuando a minha caminhada rumo ao fogão, tornei-me a maior "perguntadora" de tudo e pra todos, ninguém escapava: minha mãe, meu pai, minha irmã, minhas amigas, minha sogra, enfim todos procuravam me ajudar de alguma forma. Na minha compra do mês o que mais tinha era Sazón, pra dar um sabor, sabe, já que a minha comida não tinha gosto de nada. Na minha despensa tinha Sazón de tudo quanto era jeito: pro feijão, pro arroz, pra carne... santo Sazón! O primeiro dia que fui cozinhar feijão, fiquei apavorada, primeiro porque nunca tinha manuseado uma panela de pressão e também sempre ouvia dizer que a panela explodia, que fazia buraco no fogão e até no teto! Nossa, fiquei apavorada e até hoje sou muito cautelosa com este utensílio. Mas e o feijão, como fazer? Não sabia se temperava antes de cozinhar ou depois, fiquei muito perdida. Corri para o telefone e liguei pra minha mãe, minha sogra, minha irmã, mas aí eu fiquei mais perdida ainda porque cada uma tinha o seu jeito próprio de fazer o feijão e eu precisava criar o meu jeito também! Já perdi feijão na geladeira e outras coisas porque não sabia dosar a quantidade e muito menos congelar. O feijão neste dia... ai só por Deus mesmo! Quando o meu contrato com a Bandeirante Energia terminou mais ou menos em abril de 2003, eu passei a ficar mais em casa e, consequentemente, a comer mais em casa. Foi aí que eu entrei em desespero porque não aguentava mais comer aquela comida insossa. Ainda bem que nesta época, meu marido trabalhava em São Paulo e ficava a semana inteira fora e só vinha na sexta-feira e às vezes, quando ficava de serviço, não vinha final se semana. Pelo menos, momentaneamente, ele estava livre daquele martírio. Mas um dia ele me fez uma surpresa. Era um domingo, eu estava sozinha em casa e resolvi fazer uma lasanha para o almoço. Na ocasião, eu usava aquela massa de lasanha pré-cozida e que pode ser feita também no microondas (achei fantástico isso). Li e reli várias vezes a instrução que vem na embalagem e quando estava colocando a lasanha no microondas a campainha tocou e quando abri a porta era o meu marido chegando de surpresa. Fiquei muito, muito, muito feliz com a sua chegada, mas ao mesmo tempo preocupada com o desfecho do almoço, mais precisamente com a lasanha que, no momento, era a única coisa que tínhamos para comer. Ao sentarmos à mesa, ele deu a primeira garfada, deu a segunda... não falou nada. Eu quando dei a primeira garfada... meu Deus, que coisa horrorosa, incomível e fiquei só na primeira garfada. Desta vez o Sazón não me salvou. E o meu marido? Foi um herói, comeu tudo e ainda disse que estava bom. kkkkkkkkkkkkk, hoje eu dou risada, mas naquele dia tive vontade de chorar e muito. Neste dia tomei uma decisão: vou aprender a cozinhar nem que seja a última coisa que eu faça na minha vida! E a vida é uma grande escola mesmo e é por isso que eu sempre digo: vivendo e aprendendo, e no meu caso, "Vivendo e Aprendendo a Cozinhar"!

Bjs no coração, fiquem com Deus!

O COMEÇO!

Tudo começou quando eu me casei e não sabia fazer nem um café! Nunca tive orgulho disso e resolvi colocar um ponto final nessa história quando comecei a trabalhar na Bandeirante Energia. Por várias vezes sentia falta de um lanchinho à tarde como um pedaço de bolo, por exemplo. Já estava enjoada de biscoitos, chocolates... queria algo mais sustentável como um bolo, uma torta, enfim, comecei a comprar livros e revistas para tentar fazer alguma coisa nesse sentido, mas como não tinha conhecimento de alguns ingredientes, combinações, na maioria das vezes, não dava muito certo e eu acabava ficando frustrada. :(

Mas não desisti não, fui em frente e confesso que muitos dos meus colegas de trabalho me serviram de "cobaias", rsrsrsrs. Mas um dia fiquei até feliz quando dois deles brigaram por causa de um bolo de banana que eu fiz e levei para eles experimentarem. Brigaram porque um deles comeu tudo e não deixou nenhum pedaço para o outro. Na verdade, até hoje nunca soube se eles realmente gostavam ou não dos meus experimentos culinários (espero que sim, rs), pelo menos eles diziam que sim e isso me fazia um bem danado, sem falar nos elogios da minha família e do meu marido, era gratificante demais! Cozinhar tornou-se, então, algo muito prazeroso para mim o que me levou, cada vez mais, a querer aprender a maravilhosa arte de cozinhar.

Vou passar pra vocês, então, a receita desse bolo de banana (o "bolo da discórdia", rs) que me foi enviado por e-mail por uma amiga muito querida. Anote aí:

Bolo de Banana
by Valéria (por e-mail)

03 ovos
2 ½ xícaras (chá) açúcar
04 bananas nanicas
01 xícara (chá) de óleo
02 xícaras farinha de rosca
01 colher (sopa) de fermento em pó
canela
Bater no liquidificador os ovos, 02 xícaras (chá) de açúcar, as bananas e o óleo. Despejar numa tigela e colocar a farinha de rosca e o fermento. Untar e enfarinhar uma forma de buraco no meio (se quiser, pode forrar o fundo da forma com bananas cortas no sentido do comprimento). Assar em forno preaquecido a 180°C por 30 a 40 min. Quando tirar do forno, peneirar o açúcar restante (½ xícara) com canela e colocar por cima.
Bom apetite!!!

Durante este tempo, aprendi tanta coisa e ainda aprendo cada dia mais e por isso senti a necessidade de criar esse blog para compartilhar com vocês todo esse aprendizado e, certamente, a troca de experiências vai ser muito enriquecedora! Sejam todos bem-vindos! Beijos!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
VIVENDO E APRENDENDO © Copyright 2012. Desenvolvido por Elaine Gaspareto